Alimentos antioxidantes

As enzimas antioxidantes são nutrientes vindos dos alimentos antioxidantes que são importantes para o organismo, porque combatem os chamados radicais livres, que prejudicam a saúde por meio da respiração e da produção de energia, e de maneira externa, como poluição, tabagismo e bebida alcoólica. Estes radicais danificam (oxidam) as células sadias do corpo.

Exercícios físicos são uma ótima forma de garantir a saúde do corpo de da mente, mas em excesso, também pode agredi-lo. Atividades intensas ou vigorosas ocasionam inflamações, fadiga crônica e envelhecimento precoce sem contar o câncer, tudo devido à liberação de radicais livres gerados com muita atividade física. Tudo o que se deve fazer é ter equilíbrio em suas atividades, no que você come e bebe e no que faz, evitando excessos de sal, açúcares e frituras.

Desintoxicar o corpo dos radicais livres é um desafio para os alimentos antioxidantes, que são ótimos contra o envelhecimento precoce e contêm vitaminas C e E, betacaroteno e selênio – espécie de mineral, encontrados geralmente em frutas, verduras e legumes.

Acompanhe alguns alimentos ricos em antioxidantes

Vitamina C: goiaba, pimentão, morango, cítricos;
Vitamina E: nozes, óleos vegetais, germe de trigo;
Betacaroteno: mamão, tomate, cenoura, damasco;
Isoflavona: beterraba, berinjela, alho, uva, soja;
Minerais (selênio e zinco): cebola, grãos de cereais, fígado, ostras.

O cacau que produz o chocolate amargo tem polifenóis que são excelentes para o coração e a circulação.
O açafrão, um ilustre desconhecido para muita gente, é rico em curcumina, um ótimo antioxidante que trabalha contra problemas cardíacos e o desenvolvimento de tumores.

O suco de uva integral tem um chamado resveratrol, muito bom para eliminar os radicais livres do organismo.

A oxidação das células orgânicas é tão séria que há um estudo da medicina específico para este fim: a Oxidologia ou estresse oxidativo. O excesso de oxidação celular pode acarretar: aceleração do envelhecimento celular; risco de câncer; aumento do colesterol; risco de perda visual; risco de doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson; entre outras manifestações.

Alimentos antioxidantes

Livre-se dos radicais livres

– panelas de alumínio devem ser evitadas, porque liberam metais tóxicos;
– prefira as panelas de vidro, porque não passam resíduos tóxicos aos alimentos;
– as panelas de ferro possuem muita quantidade de metal, evite-os;
– panelas de ágata e teflon são boas, mas se estiverem descascadas liberam chumbo e estanho;
– as vasilhas de plástico são boas, mas evite as amarelas, laranjas e vermelhas;
– vasilhames de alumínio liberam material inorgânico;
– cuidado com sacos plásticos, prefira os transparentes.
– evite cair de boca por carnes vermelhas e gordas, aqueles miúdos de porco, os embutidos, os frutos do mar entre outras iguarias apetitosas, mas que são carregados de ácidos graxos e muitos radicais livres. E para aqueles que ainda assim não resistem a um churrasco, o carvão é um componente que libera uma substância cancerígena de nome benzopireno, por isso, comer carne magro em chapa elétrica é menos agressivo.

Bem, depois de tanta informação, a regra é: nada de excessos, nem de gorduras trans ou saturadas; coma mais frutas, verduras e legumes, beba água antes ou depois das refeições – chás também são bem-vindos se preferir – e mantenha atividades físicas regulares, mas sem exceder e os radicais livres ficarão controlados.

Se gostou do artigo alimentos antioxidantes, compartilhe nas redes sociais.

Alimentos antioxidantes
5 (100%) 1 vote

Leave a Reply