Aminoácidos essenciais e não essenciais

Aminoácidos são moléculas naturalmente utilizadas pelo nosso organismo. Há os aminoácidos essenciais e os não essenciais. Descubra agora quais as peculiaridades de cada tipo.

Os aminoácidos contêm nitrogênio e ajudam na confecção das proteínas do nosso corpo, por isso são essenciais para a manutenção de todos os músculos, além de serem necessários para quem quer aumentar a força física.

Além dessas funções, alguns aminoácidos são responsáveis também por construir enzimas hormonais e anticorpos para o sistema imunológico.

Existem dois grupos de aminoácidos, os essenciais e os não essenciais. Descubra agora o que difere um grupo do outro.

Aminoácidos não essenciais: quais são e onde encontrá-los.

Os aminoácidos não essenciais são: cisteína, alanina, ácido aspártico, glutamina, ácido glutâmico, prolina, glicina, serina e tirosina.

O corpo humano é capaz de sintetizar esses aminoácidos, por isso são chamados não essenciais (pois não é preciso consumi-los a partir de fontes externas).

No entanto, há casos de pessoas que são deficientes nessas enzimas. Nessas circunstâncias, a pessoa deve consumir alimentos que contenham os aminoácidos citados acima.

Suplementos alimentares para ganho de massa, pepino, cebola, alho, tomate e espinafre são alguns alimentos que ajudam a complementar a dieta de quem sofre com deficiência de aminoácidos não essenciais.

Aminoácidos essenciais e não essenciais

Aminoácidos essenciais podem ser encontrados em suplementos – imagem ilustrativa

Funções dos aminoácidos não essenciais:

  • Cisteína: importante para a cicatrização da pele, está envolvido na manutenção dos cabelos e das unhas. Atua também no sistema imunológico.
  • Alanina: usado pelo organismo como parte da confecção de ácido pantotênico.
  • Ácido Aspártico: ajuda a proteger o sistema nervoso central e auxilia o corpo a eliminar o excesso de amônia.
  • Ácido Glutâmico: um dos mais importantes aminoácidos, fundamental para o bom funcionamento do cérebro.
  • Glicina: o mais comum dos aminoácidos, atua no sistema nervoso e tecidos musculares.
  • Glutamina: em maior concentração no nosso organismo, a glutamina é essencial ao sistema imunológico. Ajuda também a memória e capacidade de concentração.
  • Prolina: nutriente parte do colágeno, é fundamental para os tecidos dos músculos do coração.
  • Serina: importante para o desenvolvimento das células e fornecimento de energia das mesmas.
  • Tirosina: responsável por aumentar a sensação de bem estar.

Aminoácidos essenciais: quais são e onde encontrá-los

Esses aminoácidos são chamados essenciais, pois não são produzidos pelo próprio corpo, então é necessário consumi-los através de fontes externas.

São eles: leucina, arginina, BCAA, lisina, isoleucina, metionina, fenilalanina, triptofano, treonina e valina. Todos são fundamentais para o corpo, por isso é preciso ficar atento se está recebendo a quantidade adequada desses aminoácidos.

Alimentos que contêm aminoácidos essenciais são: carnes de todos os tipos (bovina, suína e frango), ovos, soja e quinoa.

  • Arginina: ajuda na formação do colágeno, além de auxiliar na desintoxicação do corpo.
  • BCAA: complexo de aminoácidos formado por leucina, isoleucina e valina. Está presente principalmente na dieta de atletas, pois é fundamental para construção de massa magra.
  • Fenilalanina: garante o bom funcionamento da tireoide e dos vasos sanguíneos.
  • Isoleucina: atua no sistema imunológico.
  • Leucina: responsável pelo ganho ou perda de peso.
  • Lisina: atua diretamente no sistema imunológico, no desenvolvimento de glóbulos brancos.
  • Metionina: ajuda no controle do colesterol e na manutenção dos rins e do fígado.
  • Treonina: previne disfunções intestinais.
  • Triptofano: auxilia na produção de serotonina juntamente às vitaminas do complexo B.
  • Valina: fundamental para o bom funcionamento do metabolismo.

Aminoácidos essenciais: aliados da sua saúde

Receber quantias adequadas de aminoácidos essenciais e não essenciais é fundamental para a saúde do organismo, além de prevenir contra enfermidades do corpo.

Leave a Reply