Cerveja engorda ou não?

A dúvida de muitas pessoas ao encararem um copo de bebida, está na questão do sobrepeso. Eu resolvi fazer uma pesquisa e escrever este artigo para elucidar a dúvida de muita gente, e também de uma grande amiga, que me perguntou certa vez se a cerveja engorda, contudo, espero que o texto esclareça bastante.

As bebidas alcoólicas se compõem de álcool etílico, que quando metabolizado pelo organismo, modifica-se em hidratos de carbono, produzindo até 7 quilocalorias por grama. O que diferencia uma bebida alcoólica de outra são os seus teores alcoólicos e de acordo com estes, irá fazer variar o número de calorias.

A curiosidade despertou um estudo

Três entidades médicas da Espanha divulgaram que o consumo diário da cerveja não engorda e não causa aquela barriguinha acentuada, mas, ajuda a diminuir o risco de diabetes e pressão alta, e em alguns casos até ajuda a emagrecer.

Os pesquisadores asseguram que a tal barriga de cerveja pode ser um mito inventado em função de ingleses e alemães, povos que gostam muito da bebida, mas, são muito sedentários e consomem alimentos altamente calóricos.

A barriga seria na verdade, decorrência dos petiscos que costumam acompanhar a cerveja.

A pesquisa também mostra que para se favorecer das conveniências da cerveja, é preciso ter uma alimentação saudável e beber moderadamente.

Cerveja engorda ou não?

Alvo das pesquisas

A pesquisa para saber se a cerveja engorda foi realizada com 1200 espanhóis, acima dos 57 anos, que adotavam uma dieta rica em verduras e legumes, praticavam atividades físicas e bebiam no máximo meio litro de cerveja por dia. Foi neste grupo bem específico que a bebida apresentou bons resultados.

Para o nutricionista Vítor Dauphinet, a análise só mostra que é melhor comer bem do que beber corretamente, e lembra que álcool e saúde raramente caminham juntos: “Se não bebe, não comece a beber, se bebe, modere, refreie muito o seu consumo”, afirma ele.

5 benefícios da cerveja para o bem-estar

Estudos apontam que a cerveja também pode favorecer a saúde. Mas o consumo exige prudência, o satisfatório seria um copo de 360 ml da bebida, para um dia.

A ingestão demasiada de álcool ainda pode prejudicar o fígado e gerar alguns males.

Ossos fortes

A cerveja possui elevados níveis de silício, que está ligado à saúde dos ossos.

Coração Valente

Muitos estudos comprovam que a ingestão moderada de cerveja diminui o risco de ataques cardíacos e morte por enfermidades do coração em até 40%.

Rins trabalham melhor

Um estudo desenvolvido na Filadélfia desvendou que homens que consumiam uma garrafa da bebida diariamente, reduziam o risco de desenvolver cálculos renais em até 40%.

Potencializando a vitamina B6 e B12

Uma pesquisa desenvolvida na Holanda demonstrou que participantes que consumiam cerveja, apresentaram 30% de acréscimo nos níveis de vitamina B6, além disso, a bebida possui a vitamina B12, que não são encontradas nas verduras.

Joga a favor da diabete

Pesquisadores divulgaram que o álcool amplia a sensibilidade à insulina, o que auxilia a blindar o organismo contra a diabete.

Cerveja engorda ou não: conclusão

Necessariamente a cerveja não é um produto que possa ocasionar o emagrecimento, também não poderíamos dizer que a cerveja engorda, contudo, ficam as pesquisas, que mostram que a bebida pode ter lá as suas conveniências.

Leave a Reply