Dieta da Proteína: alimentos permitidos

A dieta da proteína ficou famosa por prometer perda de peso de forma rápida sem passar fome. Porém, é preciso saber melhor todos os detalhes antes de adotar uma dieta que restringe alguns grupos alimentares.

O maior princípio dessa dieta é a redução drástica de carboidratos, já que seu idealizador, o Dr. Atkins, acreditava que ao excluir esse grupo alimentar da nossa alimentação, o corpo seria forçado a utilizar das reservas de gordura para produzir energia e, dessa forma, ocorreria a perda de peso.

Contudo, os carboidratos são imprescindíveis para a produção da energia que move nosso organismo, de forma que, cortá-los da rotina alimentar pode trazer efeitos colaterais ao corpo. Portanto, antes de começar essa dieta, esteja ciente disso.

O cardápio da dieta da proteína é elaborado de forma a compor as principais fontes de proteínas como alimentos primordiais, são elas: carnes, óleos, ovos e laticínios. Dessa forma, a dieta afirma que é preciso seguir a risca um processo de quatro fases:

Introdução: Nas 2 primeiras semanas da dieta, estão liberados os queijos, as carnes, produtos ricos e óleos (como castanhas, por exemplo), e aqueles vegetais que são pobres em carboidratos (brócolis, tomate e alface), sendo recomendada a ingestão de apenas 3 porções pequenas por dia.

Perda de peso contínua: Essa fase tem por objetivo aumentar o consumo de carboidratos de forma que a perda de peso não seja prejudicada. Com isso, a ingestão de legumes pode aumentar um pouco, mas o seu organismo é que vai delimitar qual a quantidade que não traga prejuízos para a dieta. Siga essa etapa até quase atingir seu objetivo (até estar a 2 ou 3 quilos do objetivo final)

Pré Manutenção: Essa fase planeja aumentar um pouco mais o consumo de carboidrato. Geralmente esse consumo não ultrapassa os 10 gramas por dia. Siga essa fase por, no máximo, 3 meses.

Manutenção: Aqui, o único objetivo é manter os hábitos alimentares para que não haja ganho de peso. O consumo máximo de carboidratos por dia não deve ultrapassar os 100 gramas.

Dieta da Proteína: alimentos permitidos

Vantagens da Dieta da Proteína

  • As proteínas ajudam a emagrecer pois são digeridas mais lentamente, o que prolonga a sensação de saciedade.
  • Não há limite de consumo para aqueles alimentos que são liberados (proteicos e oleaginosos), apenas os tipos de alimentos são restringidos. Dessa forma, não é uma dieta que te faz passar fome.
  • Você perde peso (mas não apenas em forma de gordura. Ocorre perda de massa muscular também).

Desvantagens da Dieta da Proteína

  • Todos os grupos alimentares são importantes para o bom funcionamento do organismo. Dessa forma, a baixa ingestão de carboidratos pode causar efeitos colaterais indesejados, tais como: tonturas, mau hálito, fraqueza, desmaios e constipação intestinal (que se dá pelo baixo consumo de fibras).
  • Alimentos proteicos são ricos em gordura saturada, o que eleva os níveis de colesterol no organismo (LDL – colesterol), favorecendo a probabilidade de problemas cardiovasculares.
  • O excesso de tais alimentos no corpo também sobrecarrega os rins, e se mantida a longo prazo, a dieta da proteína pode acarretar em insuficiência renal.
Dieta da Proteína: alimentos permitidos
5 (100%) 1 vote

Leave a Reply