DIETA FLEXÍVEL: 4 PRINCIPAIS ERROS

Sempre ao iniciar uma dieta ou alteração na maneira da nossa alimentação, almejamos resultados expressivos em um curto espaço de tempo. Muitos ao começar a dieta flexível, tem essa visão, principalmente, pois é demonstrada através de livros, anúncios, celebridades e youtubers os seus rápidos resultados. Contudo, a real maneira de como comportar-se diante de tal dieta é compartilhado de maneira errada. Ou seja, induzindo ao erro e, portanto, gerando a ideia que ela não funciona.

CONFIRA NESSE ARTIGO: 4 ERROS QUE PODEM ARRUINAR AS SUA DIETA FLEXÍVEL.

ERRO 1: CONTAR APENAS AS CALORIAS

Levando em consideração apenas a soma do porte calórico dos alimentos, ou seja, contabilizar apenas as refeições, sem levar em conta a soma dos macronutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras e fibras). Logo deixará uma lacuna entre um dos 4 macronutrientes, o que pode acarretar em sua insuficiência. Por exemplo, não atingindo os níveis diários do consumo de proteínas, 2 gramas por quilograma corporal, é possível entrar em estado catabólico, em especial muscular. Desta forma não ocorrendo ganho de massa muscular ou manutenção da presente, e podendo perdê-la.

 

ERRO 2: FAZER REFEIÇÕES LIVRES, APENAS COM FONTES ISOLADAS DE CARBOIDRATOS REFINADOS

O consumo exclusivo de carboidratos refinados (bolachas recheadas, sorvetes, refrigerantes, etc) de forma isolado, isto é, apenas eles em uma refeição, aumenta as chances de virarem exclusivamente açúcares ao corpo, logo gordura corporal. Além disso, os níveis de insulina são elevados, conforme maior grau de glicemia (nível de açúcar contido no alimento), o que não é desejável e pode levar ao desenvolvimento de diabetes.

 

ERRO 3: VALOR IRREAL PARA AS SUBSTITUIÇÕES DOS ALIMENTOS

Na dieta flexível, existe um valor, para deixarmos para refeições livres, que deve ser respeitado, senão virá um oba oba, que nem de dieta você poderá chamar, pois nem estará fazendo… O certo é deixar por volta de 20-30% das calorias para uma refeição livre. Mas lembre-se, se for realizar uma refeição, rica em carboidratos, acrescente uma gordura ou proteína (que estiver sobrando nos macros).

  • Exemplo de refeições:
  • Errado: apenas consumir 2 bolas de sorvete.
  • Certo: consumir 2 bolas de sorvete com adição de <30 gramas de amendoim torrado ou 2 colheres de pasta de amendoim.

ERRO 4: NÃO CONTABILIZAR SUCOS, REFRIGERANTES E DEMAIS BEBIDAS.

Sim. Você leu direito. Há pessoas que talvez não adicionam no contador de calorias, sucos, bebidas alcoólicas ou refrigerantes. Negligenciando isso, no final do dia podem resultar em um excedente calórico não esperado. Um copo de suco de laranja, contém 90 calorias sendo elas: 20 gramas de carboidratos, 0,7 gramas de proteínas e 0,2 gramas de gordura, obviamente esses valores são sem adição de açúcares.

ESCOLHA UM SUPLEMENTO ALIMENTAR ADEQUADO

A escolha de uma dieta inadequada pode ter consequências desastrosas para a qualidade da sua perda peso. Enquanto uma parte de pessoas opta por dietas veganas para melhorar a qualidade da perda de peso, é melhor optar uma dieta saudável e balanceada.

Para rápidos e melhores resultados, grande parte dos homens e mulheres recorrem ajuda de um suplemento dietético.  Nós aqui do blog, fizemos pesquisa e descobrimos o suplemento Womax Plus. De acordo com alguns relatos, este suplemento acompanhado de uma boa dieta, promove perda de peso, e o que é melhor, de forma natural e saudável.

E se você quiser ler um artigo sobre Comprar Womax Plus basta acessar o link.

DICAS PARA OBTER SUCESSO NO IIFYM

  1. Adicione absolutamente tudo que ingerir, no seu contador de calorias, pode ser Myfitnesspal ou Fatsecret;
  2. Sempre pese os alimentos na balança de cozinha, procure não utilizar medidas como colheres, pois não será exata as gramas, ou seja, as calorias podem ser distintas das ingeridas.
  3. Deixe macronutrientes preparados para as refeições do dia. Exemplo: Café da manhã, 20 gramas de proteína, 40 gramas de gordura e 10> gramas de carboidratos, e assim por diante.
  4. Tire fotos e meça seu peso corporal semanalmente. A dica aqui é tire as fotos e suba na balança em jejum, ou melhor após fazer a sua higiene corporal, seja banho ou xixi.

Chá para pressão alta

A pressão alta, ou Hipertensão, é uma complicação ocorrente no coração. O coração de um hipertenso geralmente bobeia o sangue com uma truculência acima do normal, e por haver esta brutalidade na realização do processo de bombeamento de sangue, a pressão alta pode causar uma série de outras complicações de saúde.

E justamente pelo fato de ocasionar outros tipos de doenças como o AVC e o infarto, esta complicação é tida como a enfermidade que mais causa óbitos no mundo todo. Por ser crônica, a pressão alta não tem cura, neste caso, a única solução é tomar os medicamentos corretamente, e fazer uso de métodos caseiros como os que mostraremos logo mais.

A seguir estaremos mostrando alguns dos melhores chás que o ajudarão a controlar a temida pressão alta. O grande segredo destes chás está nos nutrientes existentes nas ervas utilizados no preparo dos mesmos.

Chás para pressão alta

 

Chá multiervas: Este chá é um composto de várias ervas inseridas em apenas uma modalidade de chás. As ervas existentes são: Capim cidrão, Erva de bugre, Abacateiro, Sete Sangrias, Chapéu-de-couro.

Onde encontrar estes ingredientes? bom, existe chás prontos que veem com a misturas dessas ervas, procure na sua cidade em alguma loja de produtos naturais, pelo chá multiervas, seguramente ele o ajudará a abaixar a sua pressão.

Para preparar o chá, basta ferver 1 litro de água. Coloque o líquido no fogo, e quando a água começar a ferver, remova-a do fogo e adicione 3 colheres do chá em um recipiente. Logo mais, espere esfriar um pouco, e consuma-o.

Chá de embaúba: A embaúba é uma excelente arma contra a pressão alta. Para preparar a bebida, iremos utilizar os mesmo moldes de preparo da receita anterior.

Iremos adicionar 3 colheres de folha tritura em 1 litro de água fervida. Deixaremos a bebida descansando e logo mais basta consumi-la.

Esta poderosa receita irá lhe ajudar a baixar a sua pressão alta arterial, o interessante é que além desse chá, você poderá utilizar num mesmo dia, os demais chás que também abaixam a pressão alta.

Chá de amoreira: A amoreira é outra poderosa erva, dentre todas as suas ações, iremos utilizá-la para baixar a pressão alta arterial.

Basta adicionar as mesmas medidas dos chás preparados anteriormente, e logo mais, consumir a bebida. Consuma esta bebida por pelo menos 3 vezes ao dia, e além disso, como fora dito anteriormente, você poderá utilizar as demais receitas num mesmo dia, visto que todas combatem a pressão alta.

Chá de erva cidreira: Esta poderosa erva, também conhecida como melissa, é uma excelente arma contra a pressão alta. Para preparar a junção, ferva 1 colher da erva, em uma xícara de água.

Alho: O alho é um dos alimentos mais poderosos que a nossa culinária nos propicia. Além de ser indicado para o tratamento e prevenção de uma série de complicações de saúde, o alho é indicado para quem possui pressão alta.

O legal é que o consumo dele pode ser tanto como chá, e também em acompanhamentos aos demais alimentos consumidos no dia a dia. Por esta razão, consuma alho sempre que possível.

No que se refere ao chá para controlar a pressão alta, iremos utilizar um dente de alho amassado. Ferva-o juntamente com 1 xícara de água, espere amornar e beba a junção. Lembrando que se por ventura você desejar adicionar mais de um dente de alho, fique à vontade.

Limonada caseira: Certamente esta não é chá, mas a limonada, que é uma bebida tradicional aqui no Brasil, pode ser utilizada para baixar a pressão alta.

Porém um detalhe: além do limão, iremos utilizar um outro ingrediente. Me refiro à água de coco, ao invés de utilizarmos a água pura, iremos inserir a água de coco.

A quantidade de ambos os ingredientes será proporcional à quantidade pessoas que consumirá a bebida. Isso porque esta pode ser consumida por qualquer pessoa, não apenas por quem tem pressão alta.

Após preparar a junção, adicione uma quantidade ideal de açúcar. Procure apenas não abusar, visto que o açúcar é prejudicial à saúde, se consumido em excesso.

Observação sobre a pressão alta

 

As propriedades destes chás são ideais para controlar a pressão alta, porém em hipótese alguma, ignore a consulta à um especialista.

Portanto, os chás devem ser vistos apenas como complementos ideias para baixar a pressão alta, existem medicamentos farmacêuticos essenciais para o controle desta complicação, obviamente que tais medicamentos só devem ser consumidos se houver a recomendação de um especialista.

Por fim, procure sempre se exercitar, a estagnação pode desencadear a pressão alta. Além disso, se uma pessoa sedentária já tiver esse tipo de complicação, a ausência de atividades físicas pode acarretar uma elevação da hipertensão.